A Seegene, empresa associada à CBDL, acaba de trazer ao Brasil o Allplex™ SARS-CoV-2 Assay, novo teste PCR em tempo real multiplex para detecção da COVID-19.

O exame tem a capacidade de detectar a COVID-19 por meio de 4 genes-alvo em uma única reação, sem necessidade da etapa de extração. Chega para somar forças com o Allplex™ 2019-nCoV Assay, lançado em fevereiro, e que já teve mais de 20 milhões de unidades utilizadas em todo mundo. Traz como vantagens: melhor reprodutibilidade dos resultados de amostras com baixa carga viral, maior acurácia em regiões de baixa mutação do vírus e maior estabilidade do sinal de controle interno.

Projetado para revolucionar o mercado de testes moleculares, o novo ensaio já chega ao país com licença da Anvisa, tendo sido certificado também pela União Europeia (CE-IVD).

O Allplex™ SARS-CoV-2 reduz o tempo de processamento e custos em aproximadamente 50%, torna os testes moleculares acessíveis a laboratórios de pequeno porte e viabiliza a realização de testes de PCR em massa no Brasil. Sua utilização elimina uma etapa do processo, uma vez que foi desenvolvido para realizar a amplificação sem necessidade de extração, com pré-tratamento da amostra em aproximadamente 30 minutos.

O teste usa como amostras: expectoração, aspirado nasofaríngeo, esfregaço de garganta e naso-faríngeo e lavado bronco-alveolar. A alta capacidade de detecção evita repetição de testes, aumenta a produtividade e economiza tempo precioso no fluxo de trabalho dos laboratórios.

O kit possui todos os componentes necessários para o teste: oligos, sondas, mastermix, controle positivo e controle interno da reação. Além de entregar um resultado mais confiável, o kit completo elimina processos de compra de itens avulsos, com redução de custos e prazos de entrega.

Pode ser executado de forma manual ou automatizada, com menor exigência de mão de obra e espaço. Além da plataforma All in One da Seegene, é compatível com outras marcas, e pode ser processado na maior parte dos equipamentos instalados no país. (Com informações da Seegene Brasil – 25.06.20)