Notícias

Países só controlam a pandemia com política de vacinação e testagem. “Ainda é muito cedo para deixar de testar”, alerta presidente da CBDL

Mais de 60% da população brasileira já completou a imunização pela vacina contra a Covid-19. Se por um lado, a vacinação tem cumprido seu papel, por outro, com a volta integral das atividades presenciais, a política de testagem massiva, e até de forma individualizada, começou a ser esquecida. 

Essa falta de conscientização de testagem no Brasil, o que evidentemente não ocorre nos países desenvolvidos, configura-se em um problema grave para o controle da doença.

Países como Coreia do Sul. Austrália, Nova Zelândia e Singapura, reduziram as restrições, no entanto deram continuidade à uma política assertiva de testagem e vacinação.

De acordo com Carlos Eduardo Gouvêa, presidente executivo da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), “é necessário mantermos o controle da dispersão da pandemia, principalmente diante do surgimento de novas variantes e até mesmo do relato de vários casos de pessoas que positivaram para o COVID, mesmo vacinadas. Ou seja, mesmo as pessoas que estão imunizadas podem ainda se contaminar (a vacina atenua o impacto da doença) e, assim, transmitir para outras pessoas.”. (Com informações da Oficina de Mídia – 24.11.21)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whitebook of Brazilian laboratory diagnosis

Download here!

Livro Branco

Faça o download abaixo!