Notícias

Kit para detecção rápida da Covid por saliva é patenteado pela UFSCar

Um novo teste para o diagnóstico do SARS-CoV-2 foi patenteado pela  Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O kit de detecção por saliva é capaz de agregar a precisão do RT-PCR, com baixo custo e capacidade de avaliar diversas amostras, além de indicar a carga viral do paciente.

O marcador usado neste teste é a eletroquimioluminescência, que pode emitir luz a partir de reações eletroquímicas. Assim, quando está próximo ao material genético do patógeno, há uma reação com luz vermelha, o que pode indicar o resultado positivo para a Covid-19. Já a intensidade da luz demonstra a carga viral. Se o aparelho não acender, o vírus não foi detectado.

O dispositivo ainda poder ser acoplado a um smartphone, o que propicia que o processo seja realizado sem a necessidade de profissional especializado.

Este projeto teve apoio da Fapesp, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“O teste tem as vantagens de ser portátil, conseguir analisar 20 amostras ao mesmo tempo e poder se conectar a um smartphone. Tudo com a mesma sensibilidade e precisão dos testes de RT-PCR”, comentou o pesquisador do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia da UFSCar e coordenador do projeto, Ronaldo Censi Faria.

O novo teste teve seu pedido de patente registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), e a chegada ao mercado depende do interesse de empresas pelo licenciamento da patente e produção do dispositivo em larga escala. (Com informações da Agência Fapesp – 06.10.21)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whitebook of Brazilian laboratory diagnosis

Download here!

Livro Branco

Faça o download abaixo!