As arboviroses, transmitidas por mosquitos em áreas tropicais, agora  podem ser melhor detectadas com a ampliação do leque de testes do Grupo Hermes Pardini. Com o acréscimo, os vírus Oropouche e Mayaro podem ser identificados, além dos vírus da dengue, febre amarela, vírus do Oeste do Nilo, zika vírus e chikungunya.

O Oropouche é mais conhecido como borrachudo. Já o Mayaro é transmitido pelos mosquitos Aedes albopictus e Aedes aegypti.

Segundo Danielle Zauli, coordenadora do setor de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Pardini, a produção dos testes se iniciou há quase dois anos, no entanto a validação foi feita agora em 2019. De acordo com a coordenadora, há preocupação de que estes vírus atinjam áreas de grande população.  “Pode ser que o surto não venha. Mas, se vier, estamos prontos. Se a validação do teste só fosse feita após o surgimento da epidemia, perderíamos muito tempo até desenvolvê-lo. Por isso é muito importante já o termos validado”, comenta.

A infectologista do Grupo Pardini, Melissa Bianchetti Valentini, ressalta sobre a dificuldade no diagnóstico preciso destas doenças. “As arboviroses têm sintomas muito semelhantes. Por isso, muitas vezes apenas exames laboratoriais, especialmente os de biologia molecular, podem diferenciá-los”, conclui. (Com informações do Labnetwork – 6.2.19)